24 de Setembro de 2014

 

estúdio teatro ajidanha


No dia 20 de setembro, alguns sócios da ajidanha foram continuar os trabalhos de melhoramentos do estúdio teatro da ajidanha, para que esteja tudo pronto para receber a edição do TeatrAmador2014.






18 de Setembro de 2014

 

vídeo promocional do TeatrAmador2014



17 de Setembro de 2014

 

suporte para telemóvel

A ajidanha adquiriu um suporte para telemóvel, para a viatura. 

15 de Setembro de 2014

 

carrinha da ajidanha - manutenção

Foram revestidas as juntas do tecto da cabine da viatura da ajidanha. 
Foram igualmente arranjadas as luzes do interior da mesma.


 

ensaios de danças

Um grupo de jovens, vai começar a ensaiar danças no espaço da ajidanha, na Junta de Freguesia de Idanha-a-Nova. Os ensaios decorrerão todas as quartas-feiras, das 14 às 16 horas.

14 de Setembro de 2014

 

TóLôNJS, em Évora


No dia 14 de setembro de 2014, o projecto "TóLôNJS" esteve presente no FESTAE, festival de teatro de amadores de Évora, organizado pela SOIR JAA.


"Toulões era, até ontem, uma aldeia beirã desconhecida para muitos. No entanto, há trabalhos que valem a pena e fazer a dramaturgia, construindo uma peça de teatro com base nos testemunhos das gentes daquela recôndida aldeia é, seguramente, um deles. A tarde de domingo significou um reencontro com uma identidade muito nossa, Toulões ficou mais perto e os retratos feitos bebidos de um quotidiano não tão longínquo, em conjunto com uma encenação perfeita fizeram com que aquelas mulheres que pisavam as tábuas fossem os nossos próprios antepassados".

Soir JAA"



"Que festa foi esta? Domingo passado fui ao Teatro. É daquelas obrigações porreiras que tenho. Desde os 12 anos que ando nisto com uma família muito especial que fui ganhando. Com quase 50 anos o FESTAE é um menino que nos ajuda a crescer, quem pensa o contrário sofre de ingénua soberba.

E ontem cresci. Tanto que a altura da sala da Joaquim António quase não chegava para lá caber, para cabermos todos.

Cinco mulheres, mães coragem, avós de um povo inteiro estiveram lá. A nós trouxeram uma aldeia inteira. As cinco sábias abriram os braços e, nas palmas das mãos, estavam vidas, episódios do povoado, mortes, lobos. De braços abertos, palmas das mãos viradas para cima, como que a mostrar aos deuses que a grandeza está ali, nas palmas, nos dedos. Trabalharam, carregaram, brincaram, criaram. As mãos daquelas mulheres carregaram ternura de todas as vezes, ela transbordou do palco e levou aos olhos de todos um brilho de saudade de um tempo em que não se viveu. Não uma saudade saudosista, bafienta. Não se narraram glórias, nem feitos, nem heróis, nem gestas, nem nada que queira dar grandeza áquilo que é grande por aquilo que se é. Limitaram-se a ler o que estava escrito a terra nos seus corpos, na memória coletiva que se vai apagando, no gélido frio da Beira que encarquilha os ossos, no doce sotaque.

Não eram atrizes. Eram aquilo que os atores querem ser naquele momento: eles próprios. Conseguiram! Assim, de estalo. Ontem fui ver "TóLôNJS" da Ajidanha e vi as avós de um povo inteiro."

Duarte Guerreiro (SOIR Jaa)

12 de Setembro de 2014

 

TóLôNJS, em Évora

A ajidanha estará presente no próximo domingo, dia 14, pelas 18 horas, no pátio do Salema, Évora, com o espectáculo TóLôNJS...
"Évora recebe XXIII Festival de Teatro de Amadores
Grupos de teatro, amadores e profissionais, participam a partir de sexta-feira na 23ª edição do Festival de Teatro de Amadores de Évora (FESTAE), o mais antigo festival de amadores a realizar-se no país.
Aproxima-se mais uma edição do FESTAE - Festival de Teatro de Amadores de Évora.
Organizado pela centenária SOIR Joaquim Antonio d,Aguiar é o mais antigo festival de teatro de amadores do país. Quarenta e nove anos passados, desde que, esta associação ofereceu a Évora e ao Teatro de Amadores o seu primeiro festival. Formando públicos, promovendo o acesso de todos ao Teatro e enriquecendo o panorama cultural e artístico de Évora, desde aí não parou de se realizar, sendo esta já a sua 23.ª edição.
Estendendo a presença de vários grupos de teatro cada vez mais a Sul, pela primeira vez este ano a organização é concretizada pela SOIR Joaquim António d'Aguiar e pela Lua aos Quadradinhos Associação Cultural, em parceria com a Associação Lendias d' Encantar, fazendo chegar o FESTAE também à cidade de Beja.
De 12 a 20 de setembro Évora e Beja receberão grupos de artistas de várias zonas do pais e contarão inclusivamente com espectáculos de grupos internacionais.
Teatro, cultura e animação de rua vão criar palcos na rua e trazer mais oferta cultural. O Teatro chegará a todos os que amam as artes de palco e vai tornar ainda mais rica a paisagem cultural da planície alentejana.
Estão todos convidados. "

10 de Setembro de 2014

 

TeatrAmador2014

Mais um ano feliz para ajidanha,
cheio de projectos, objectivos concretizados, e a vontade de melhorar cada ano.
E quase a terminar mais um ano de árduo trabalho, mais um festival de teatro – o TeatrAmador2014.
Este ano, destaca-se a participação de grupos de teatro dos dois arquipélagos portugueses – Açores e Madeira.
Destacamos igualmente os dois espectáculos realizados a pensar no público escolar.
A grande inovação deste ano, tem a ver com um objectivo antigo, o de descentralizar os espectáculos deste festival, o mais possível, por todo o concelho e pelos seus espaços culturais.
Assim, e depois de contactadas todas as juntas de freguesia, respondemos com a realização de um espectáculo deste festival, às interessadas.
Este festival foi organizado a pensar em si, por isso apareça, rodeado de amigos, que serão todos bem vindos, e… bons espectáculos!
Programa do TeatrAmador2014
Dia 3 de outubro, sexta-feira 
Idanha-a-Velha (Sé) 21h30m 
FADOS NA SÉ
Público Geral
(englobado no festival Casqueiro2014)

Músicos:
Guitarra Portuguesa: António Sereno;
Baixo: Samuel Garção;
Viola: João Carvalho.

Vozes:
Solange Sousa,
José Correia
e Luís Capão.

Duração: 60 minutos.
Dia 5 de outubro, domingo
Idanha-a-Velha (Sé) 16h00m
"Sopa da Pedra", de Nuno Correia Pinto, pelo fio d´azeite - grupo de marionetas do Chão de Oliva, Sintra
Maiores de 4 anos
(englobado no festival Casqueiro2014)

Sinopse

Um espectáculo com muita animação e interacção com o público, onde dois frades aproveitam para relatar passagens divertidas da vida do seu mentor – Francisco de Assis, que funcionam como autênticos entermezes no conto tradicional “Sopa da Pedra”. Para isso, constroem marionetas à vista de todos com os materiais ou objectos que encontram no local (Sapatos, jornal, papel…). Um espectáculo que, pensamos, é para todas as idades mas onde reservamos os primeiros lugares para os mais novos. Este conto tradicional, “Sopa da Pedra”, que há séculos passa de pais para filhos - contado tantas vezes nas noites frias enquanto as famílias se reuniam à volta da lareira, ou, agora, depois da ordem dada à televisão para se calar, porque são horas de dormir - , fala-nos de um frade que, com uma pedra, faz uma deliciosa sopa e como dá uma lição a uma aldeia inteira, que não o quer ajudar a confortar o seu “pequenino” estômago. Ao fim e ao cabo uma lição (sobre a falta) de solidariedade, tão comum nos nossos dias, infelizmente. Por isso, uma história actual.

Ficha Técnica

Texto e Encenação_Nuno Correia Pinto; 
Intérpretes Nuno_Correia Pinto e Paulo Cintrão; 
Operador de luz_André Rabaça; 
Direcção de Produção_Nuno Correia Pinto; 
Secretária de Direcção e Produção_Cristina Costa.

Duração: 50 minutos.

DSC_1008




Dia 9 de outubro, quinta-feira 
Idanha-a-Nova (Estúdio Teatro ajidanha) 16h00m
"Alice", pela companhia ASTA (Covilhã)
maiores de 8 anos

Sinopse

Alice é uma pessoa pequena que observa com os olhos gigantescos da infância as pessoas grandes que a rodeiam. Não compreende que a mesa tenha pernas, ou que os adultos chamem “dona” a pessoas que podem não ser donas de nada. Está a começar a entrar num longo túnel que é o da apropriação da linguagem e, pelo caminho, depara-se com perplexidades que os adultos nem reparam, distraídos como estão com “coisas sérias”. Repleto de referências e ecos da história original de Lewis Carroll e do Principezinho, de Saint-Exupéry. Alice acaba por descobrir no espelho de sua casa um portal para um mundo no qual o avesso é o certo.

Ficha Técnica

produção_ASTA
adaptação e encenação_António Abernú, a partir de “A Verdadeira História da Alice”
texto_Rita Taborda Duarte
interpretação_Graça Faustino e José Meira
atores do vídeo_Carmo Teixeira, Gonçalo de Morais, Inês Santos e Rui Pires
dispositivo cénico_António Abernú, João Cantador e Sérgio Novo
figurinos e imagem_Sérgio Novo
desenho de luz e operação técnica_João Cantador
sonoplastia_António Abernú e Rúben Samuel Páscoa
vídeo_António Abernú
comunicação_Gonçalo de Morais e Rui Pires

produção executiva_Carmo Teixeira e Paulo Espinho

Duração: 50 minutos.

Alice 1 (2)





Dia 10 de outubro, sexta-feira 
Idanha-a-Nova (auditório CCR) 16h00m
"A nova barca do inferno", pelo Grupo de Teatro de Machico (Ilha da Madeira)
maiores de 12 anos

Sinopse

Inspirado na peça de Gil Vicente -  Auto da Barca do Inferno - o autor faz uma adaptação à sociedade actual, onde os seus líderes serão julgados no juízo final. O Banqueiro, o Padre, A Freira, a Juíza, o Agente desportivo, o Padre, o Presidente da Câmara, a mulher do Telexfree, o Chefe do Governo serão todos julgados pelo Diabo, pelo Anjo e até por Deus. A Nova Barca do Inferno é pois uma comédia

Ficha Técnica

Encenação e Dramaturgia_Amaro Santos
Iluminação_José Maria
Cenografia_Amaro Santos
Seleção musical_Mário Santos
Cartaz_Nelson Brás
Fotografia_Miguel Jarimba
Interpretação_Nelson Brás, Luís Costa, José Manuel Viveiros, Jordão Coelho, Mónica Perestrelo, Anabela Viríssimo, João Viveiros, Amaro Santos, Claudia Raquel, Mara Santos, Ronaldo Marques.
Produção executiva_Amaro Santos
Produção_Grupo de Teatro de Machico

Duração: 60 minutos.

10561681_774007512620779_5182221345156081_n




Dia 11 de outubro, sábado 
Idanha-a-Nova (Estúdio Teatro ajidanha) 21h30m
"Romeu e Julieta", pelo Grupo TAP (Pombal)
maiores de 12 anos

Sinopse

Litigantes casas às paz a levou
Nefasta e trágica. sorte má cuja
Amantes de par um nasceu, implacável
Afasta ódio o que famílias duas dessas

Derrama se povo do sangue o que em
Antigas questões por lutas renovam
Drama o passar-se vai onde, Verona em
Inimigas e nobres famílias duas.

Ficha técnica 

Romeu e Julieta (adaptação livre da obra de William Shakespeare)
Encenação e Espaço Cénico_José Carlos Garcia e Nádia Santos
Dramaturgia_Colectiva
Elenco_Cristina David, Gabriel Bonifácio, Gustavo Medeiros, Joana Mendes, Humberto Pinto e Luís Catarro
Desenho de luz_João Alegrete
Cenografia, Adereços e Figurinos_Teatro Amador Pombal
Fotografia_Filipe Henriques, Jorge Ferreira, Nádia Santos e Leonel Mendrix
Grafismo_Leonel Mendrix

Produção_Teatro Amador Pombal

Duração: 60 minutos

RomeuJulieta2_@JorgeFerreira (1)





Dia 12 de outubro, domingo 
São Miguel D' Acha (Salão Paroquial) 16h00m
"Um dia dos nossos dias", pelo grupo Cale Estúdio Teatro (Vila Nova de Gaia)
maiores de 12 anos

Sinopse

Como aproveitamos o tempo?
Vivemos atarefados com as nossas preocupações diárias, mas desperdiçamos muito do nosso tempo com o que não nos rodeia.
Duas amigas, mostram como as nossas preocupações se podem prender com o necessário e com o desnecessário: uma, agarrada a uma vida rotineira, de casa para o trabalho; a outra, agarrada a uma vida cibernética onde as redes sociais substituem as relações pessoais.
Um retrato dos tempos modernos onde o revivalismo anda de mãos dadas com a inovação e as recordações de quem fomos acabam por nos afastar de quem somos.

Ficha Técnica

autor_Jorge Geraldo

Criação colectiva de

Cristina Almeida_Carolina
Graça Russo_Gabriela
Filipe Santos_Carlos Bitór (Voz off) - som/operação de som; assistente de direcção

Carlos Gonçalves_Luz/Operação de luz
Cale Estúdio Teatro_Espaço Cénico e Figurinos
Moura Pinheiro_Direcção

Maquilhagem_Maria José Rosalino
Grafismo_Cândido Xavier
Fotografias_Manuel Peixoto
Produção_Cale Estúdio Teatro

Duração: 60 minutos.

promo6



Dia 18 de outubro, sábado
Toulões (salão de apoio) 21h30m
"Médico à Força", pelo grupo de teatro ULTMAcTO (Cem Soldos)
maiores de 6 anos

Sinopse

“Médico à Força” é uma hilariante comédia de equívocos, onde se pode ver, como uma “pequena “ tareia, que o marido dá na mulher, e a sede de vingança desta, levam a uma série de peripécias. Esganarelo, obrigado a ser médico, acaba por se aproveitar da situação para ganhar uns trocos, que sempre lhe dão jeito, para poder beber qualquer coisa. Pode rir-se deste médico ou com este médico, da maneira como aborda as doenças, dos seus diagnósticos e até dos remédios que receita. Ele pode fazer o que quiser, pois, segundo diz, se o doente morrer não torna a vir cá pedir indemnização. Uma comédia para rir e … não só!

Ficha Técnica


Esganarelo_Luís Tomás
Martinha_António Clemente
Senhor Roberto_António Craveiro
Criado 1_António Craveiro
Géronte_António Clemente
Jacqueline_António Craveiro
Lucinda_António Craveiro/António Clemente
Leandro_António Craveiro
Criado 2_Luís Tomás
Adaptação do texto_António Clemente, António Craveiro e Luís Tomás
Contra Regra_Francisca Costa
Ambiências Sonoras_Paulo Serafim
Sonoplastia_Bruno Cartaxo
Luminotecnia_Joel César
Guarda Roupa_Carolina Mourão
Cenografia_Carla Freire
Máscaras_Carla Freire (e família)
Serralheiro_José Craveiro
Sapatos_José Morango
Encenação_António Clemente, António Craveiro e Luís Tomás
Cartaz_Luís Ferreira.

Duração: 50 minutos.

Cartaz




Dia 19 de outubro, domingo 
Idanha-a-Nova (Estúdio Teatro ajidanha) 16h00m
"Julieta tiene un desliz", pelo grupo teatral "El Jubileo", de Collado, Jaraíz de la Vera (Espanha)
Público Geral

Sinopse

Eduardo e Margarita, fazem parte de um casamento acomodado, que cuida muito as aparências.
A sua filha Julieta, é moderna e alegre, mas… tem um deslize.
Luisa a criada, ladra e muito especial e um sério mordomo, tentam convencer a Andrés vendedor de seguros, a tapar o deslize.


Mal-entendidos, coincidências e situações hilariantes estão presentes nesta peça, para que o espectador, passe os dois  actos numa pura gargalhada.

Ficha Técnica

Interpretação (por ordem de entrada):
Luisa_Natalia Martín Muñoz
Eduardo_Juan José Prstojevich Yorio
Margarita_Nelly González Rodríguez
Mayordomo_Raúl Gálvez Quiroz
Julieta_Eva Fuentes Rodríguez
Andrés_Manuel Simón Vicente

Encenação_Nelly González Rodríguez

Duração: 1h30m

P1020495





Dia 25 de outubro, sábado 
Aldeia de Santa Margarida (Palheiros do Jardim Público) 21h30m
"Hotel Sarilhos", pelo grupo de teatro "A Semente" da Ilha da Graciosa (Açores)
maiores de 6 anos

Sinopse

A acção  desenrola-se num hotel termal. Com a chegada dos hóspedes, o hotel vai ganhando vida. Vicente, dono do hotel, surdo, e a sua filha Patrícia, sonhadora, fazem todos os possíveis para que os seus hóspedes tenham uma excelente estadia. Será que conseguem?

Ficha Técnica

Encenação_o grupo e Toni Nobre; 
Cenografia_o grupo; 
Elenco_Ana Félix, Daniela Bettencourt, Fátima Costa, Lúcia Aguiar, Marina Silva, Teresa Ávila, Bruno Silveira, Fernando Aguiar, João Natal, Manuel Osvaldo e Toni Silveira. 

Produção_Grupo de Teatro A Semente; 
Assistente de produção_Jorge Cunha; 
Caracterização_o grupo; 
Montagem e operação de luz e som_Fernando Costa.

Duração: 95 minutos

cartaz hotel sarinhos











Dia 26 de outubro, domingo
Idanha-a-Nova (fórum cultural) 16h00m
"TóLôNJS", uma peça de teatro sobre Toulões... com gentes de Toulões.
maiores de 12 anos

Sinopse


Tólônjs, rebusca histórias, tradições e vivências da aldeia beirã dos Toulões.
A dramaturgia deste espectáculo, é construída mediante o contributo do elenco do espectáculo, constituído por Toulonenses, contributos esses, que nos transportam para a vivência de algumas das histórias desta típica aldeia beirã… as caganitas da Velha Ginja, no correio da Zebreira vem uma missiva do Vaticano para o Ti João Castelhano, o sempre divertido Ti Nico na Tasca da Ti Magra, os lobos que circundam a aldeia e após muito procurar, encontramos finalmente o Ti Salgueiro.
Estas são algumas das dádivas que este espectáculo tem para oferecer.
Ficha Técnica

Dramaturgia_Rui Pinheiro
Encenação_Bruno Esteves e Rui Pinheiro.
Desenho de luz_Bruno Esteves
Cenografia_Rui Pinheiro
Apoio à cenografia_Ana Rocha
Interpretação_Elvira MoreiraMaria Hermínia JacintoMaria Monteiro,  Maria Moreira da CruzMaria Rola Xavier e Piedade Manteigas.
Operação de luz e som_Bruno Tapadas
Fotografia_Alexandre Fernandes e Rui Afonso
Produção executiva_Rui Pinheiro
Produção_Ajidanha
Duração: 50 minutos.

67












cartaz final 2014
Ficha Técnica do TeatrAmador2014
Cartazes e flyers_Paula Varandas
Apoio técnico aos grupos_Bruno Esteves e Bruno Tapadas
Publicidades sonoras_Bruno Tapadas
Arranjo das faixas publicitárias_Andreia Oliveira
Newsletters_Bruno Esteves
Bar ajidanha_Miguel José e Pedro Grácio
Registo vídeo_Miguel José e Pedro Grácio
Comunicações à imprensa_Cristina Preguiça
Fotografias_Alexandre Fernandes
Apoio à organização_Paulo Vaz
Produção Executiva_Rui Pinheiro
Produção_ajidanha
Organização/Apoios
ajidanha
Câmara Municipal de Idanha-a-Nova
União de freguesias de Alcafozes e Idanha-a-Nova
Junta de Freguesia de Aldeia de Santa Margarida
Junta de Freguesia de São Miguel D’ Acha
Junta de Freguesia de Toulões
Diário Digital de Castelo Branco
Intermarché de Idanha-a-Nova
Pousada da Juventude de Idanha-a-Nova

9 de Setembro de 2014

 
Continuam as melhorias no espaço da ajidaha. Desta vez um móvel para as dimmers.


8 de Setembro de 2014

 
in diário digital de Castelo Branco
 

comunicado enviado aos sócios

Caros sócios(as) da ajidanha,

É com grande felicidade que vos escrevo para informar das diversas actividades que têm sido realizadas pela Ajidanha, as quais nos têm enchido de um profundo orgulho.
Em primeiro lugar, referir o sucesso que tem sido a digressão da produção de teatro da ajidanha “À deriva”, que estreou no passado dia 25 de Maio de 2013. Esta peça, no Festival Internacional de Teatro de Canidelo (Vila Nova de Gaia) - o Cale se 8 -, em oito prémios a concurso, foi nomeada em seis, tendo ganho quatro: melhor Sonoplastia, melhor Cenografia, melhor Encenação e melhor Espectáculo. Neste festival, houve ainda uma referência pela boa prestação de Rui Pinheiro (personagem “Gordo”).

Este espectáculo, fez ainda parte dos “Recorridos Teatrales” realizados no dia 1 de dezembro de 2013, em Jaraíz de la Vera, no Encontro da Fatex – Federación Asociaciones Teatro Extremadura(encontros nos quais a ajidanha é o único grupo português que marca presença) com enorme sucesso, espelhado no enorme e caloroso aplauso de todos os elementos dos grupos de teatro da extremadura espanhola que a ele assistiram.

“À Deriva”, foi ainda seleccionada para o III Encuentro Internacional de Teatro Joven de Mairena del Alcor (Sevilla – España), no entanto a ajidanha não teve disponibilidade para nele participar.
O último sucesso desta peça foi alcançado no passado dia 22 de julho de 2014, onde, no 2.º Festival Ibero Americano de Teatro “Ciudad de Trujillo” Espanha, recebeu o 2.º prémio para Melhor Espectáculo no valor de 1.500,00 € e o prémio de melhor actor secundário para o actor Bruno Esteves. Um festival onde só o simples facto de termos sido seleccionados já era motivo de muita alegria e orgulho, pois a selecção, foi feita de entre 36 companhias de teatro.

De referir ainda, que graças a um acordo com o Município de Idanha-a-Nova e com as diferentes freguesias e uniões de freguesia do Concelho, temos apresentado este espectáculo em todas as localidades do Concelho, faltando apenas cinco para completar esta digressão pelo nosso concelho, levando assim o nosso trabalho a toda a população do Concelho de Idanha-a-Nova.
Esta digressão já conta com mais de três de dezenas de espectáculos realizados entre Portugal e Espanha, e com o agendamento de mais espectáculos em ambos os países, existindo ainda a possibilidade de nos deslocarmos ao Brasil.
Um espectáculo que a nosso ver, tem sido muito do agradado do público que a ele assistiu.
Em segundo lugar, queria referir o espectáculo “TóLôNJS”, o qual foi recentemente filmado com vista a realização de um DVD. Este espectáculo é muito especial para nós, pois retrata a essência da nossa Associação, o teatro feito por amadores no seu estado mais puro, a vontade espontânea de pessoas de participar pela primeira vez de uma arte que é a nossa principal actividade e paixão, o TEATRO, e mais ainda por ter sido manifestado por Senhoras da chamada “3ª idade”, o que prova mais uma vez, que a idade reside sempre no espírito das pessoas e que só é velho quem abdicou de ser criança.
Queria Informar ainda, da realização de obras de beneficiação das nossas instalações situadas na sede Junta de Freguesia de Idanha-a-Nova, as quais passaram principalmente pela pintura das paredes de negro de forma a garantir melhor qualidade na apresentação dos espectáculos realizados neste espaço.
Por último, não me queria despedir sem o(a) convidar a estar presente no nosso festival TeatrAmador2014, que se irá realizar em Idanha-a-Nova entre os dias 03 e 26 de Outubro, no qual serão apresentados 10 espectáculos, repartidos por espaços diferentes e realizados em 5 freguesias do concelho.


Mas sem você, o projecto AJIDANHA não faria sentido.

Assim, entendemos que você também está de parabéns, por participar no nosso projecto e ser um dos responsáveis por este sucesso.

O nosso sincero BEM HAJA!



3 de Setembro de 2014

 

TóLôNJS, nas Termas de Monfortinho


 No dia 3 de setembro, pelas 21h30m, foi apresentado o espectáculo "TóLôNJS, uma peça de teatro sobre Toulões, com gentes dos Toulões", no salão das Piscinas Municipais de Termas de Monfortinho.

Este espectáculo foi integrada na animação termal do ano de 2014.

Nesse dia, o grupo pôde ainda felicitar e cantar os parabéns à D. Moreira que fez 66 anos.


















This page is powered by Blogger. Isn't yours?